Com o objectivo de aproximar alunos do contexto de trabalho, de dar formação em ambiente laboral, facilitar a integração no mercado e dar formação prática, a Associação Empresarial de Vila Verde (AEVIVER) e o Agrupamento de Escolas de Vila Verde assinaram, esta tarde, um protocolo de cooperação. Alberto Rodrigues, presidente do agrupamento, e José Morais, presidente da AEVIVER – acompanhados dos “vices” da estrutura empresarial local, Ana Almeida e José Carlos Silva – rubricaram o primeiro de uma série de protocolos a estabelecer com organismos públicos e privados de ensino técnico, profissional e superior da Região. Ainda na corrente semana, serão assinados idênticos protocolos com a Universidade do Minho, a Escola Secundária de Vila Verde. Estão ainda em preparação, com outros níveis, os protocolos de cooperação a celebrar com a EPATV, o IPCA e o Instituto Politécnico de Bragança, entre outros.

«O Agrupamento de Escolas de Vila Verde pretende formar os seus alunos, com superiores níveis de qualidade, para o desempenho ativo de uma profissão, contribuindo para a qualificação dos recursos humanos do setor económico e social da região onde está inserida e para a criação efetiva de emprego», assinala o presidente do Agrupamento de Escolas de Vila Verde, Alberto Rodrigues, no âmbito do protocolo. E vinca que o Agrupamento pode desenvolver, no âmbito dos cursos técnicos e profissionais, atividades de sua iniciativa ou em parceria com entidades protocoladas, que concorram quer para a preparação profissional dos alunos e potencial entrada no mercado de trabalho, quer para dar resposta a necessidades do setor, nomeadamente assegurando os recursos humanos qualificados».

Por seu turno, o presidente da AEVIVER, José Morais, assinala que a Associação Empresarial de Vila Verde surgiu em 2011, no panorama socioeconómico do Concelho de Vila Verde, com o intuito de representar, defender e promover os seus Associados, numa altura em que mais do que nunca o associativismo era de maior importância para o desenvolvimento e sobrevivência do comércio local, sobretudo para aqueles que apresentavam maiores dificuldades de adaptação aos novos desafios». E vai mais longe: «A Associação Empresarial de Vila Verde tem interesse em constituir-se como parceira do Agrupamento de Escolas de Vila Verde, desenvolvendo com esta uma relação de mútuo benefício. Neste enquadramento, pretende, de uma forma ativa e dinâmica contribuir, com o seu envolvimento e participação, para uma efetiva melhoria da qualidade do processo formativo, particularmente na sua vertente técnica».