http://www.aeviver.com/index.php/noticias-separador/noticias/153-abertas-pre-inscricoes-para-o-forum-da-ue-cplp-em-vila-verde

Estão abertas as pré-inscrições para o Fórum da União dos Exportadores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que se realizará no próximo dia 10 de Abril, às 17h, no auditório da Escola Profissional Amar Terra Verde, em Vila Verde.

A entrada é gratuita, sendo apenas necessária a pré-inscrição em http://www.uecplp.org/calendarioNovo.php?id=8

 

Este é um evento organizado pela União dos Exportadores da CPLP e pela AEVIVER – Associação Empresarial de Vila Verde, em parceria com o Município de Vila Verde, a Escola Profissional Amar Terra Verde e a ATAHCA.

A UE-CPLP está representada nos seguintes Países: Angola, Guiné-Equatorial, Moçambique, Ilhas Maurícias, São Tomé e Príncipe, Portugal, Cabo Verde, Senegal, Moçambique, Brasil, Guiné-Bissau, Japão, Timor-Leste e Macau.
A soma dos PIB dos países da CPLP alcança um valor aproximado de 2,2 bilhões de dólares. Os países da CPLP têm cerca de 650 milhões de consumidores. A língua é um factor de aproximação; de resto, o Português é a 5ª língua mais falada no mundo.

Vimos pelo presente dar-lhe conhecimento da abertura de candidaturas para "Inovação Produtiva - Aviso nº 3" e "Empreendedorismo Qualificado e Criativo - Aviso Nº 4", cuja 1ª fase do concurso vigora até 24 de Abril.

Natureza do incentivo: Reembolsável sem juros

Taxa de apoio: base 35% | máxima 75%

Prazos de reembolso:
8 anos, com 2 de carência (geral)
10 anos, com 3 de carência (novos estabelecimentos hoteleiros e conjuntos turísticos)

Majorações:
15% PME com despesa elegível > 5 milhões euros
25% pequenas empresas com despesa elegível < 5 milhões euros
10% territórios de baixa densidade | 10% demonstração e disseminação
10% empreendedorismo (na tipologia empreendedorismo qualificado e criativo)
10% empreendedorismo jovem ou feminino | 10% sustentabilidade

Isenção de reembolso:
até 50% do valor do incentivo reembolsável, em função do grau de superação de metas fixadas
 

AVISO N.º 3 - INOVAÇÃO PRODUTIVA

Beneficiários: empresas de qualquer natureza e sob qualquer forma jurídica, que se proponham desenvolver projetos de investimento que satisfaçam os objetivos e prioridades referidos previstos no aviso.
 
Investimento mínimo elegível: 75.000,00 euros
 
Investimento máximo elegível: 25.000.000,00 euros
 
Condições específicas de acesso (cabe ao promotor comprovar que o projecto se enquadra nestas): 
 
- aumento do investimento empresarial em atividades inovadoras (produto, processo, métodos organizacionais e marketing), reforçando o investimento empresarial em atividades inovadoras, promovendo o aumento da produção transacionável e internacionalizável e a alteração do perfil produtivo do tecido económico, através do desenvolvimento de soluções inovadoras baseadas nos resultados de I&D (investigação e desenvolvimento tecnológico) e na integração e convergência de novas tecnologias e conhecimentos e ainda para a criação de emprego qualificado 
 
- reforço da capacitação empresarial das PME para o desenvolvimento de bens e serviços, através do investimento empresarial em atividades inovadoras e qualificadas que contribuam para sua progressão na cadeia de valor
 
- para além de investimentos focados na inovação tecnológica (de produto ou de processo), este concurso valoriza ainda os projetos que se propõem utilizar, adicionalmente, fatores competitivos fundamentais tais como a sofisticação e utilização do marketing, o grau de controlo doméstico sobre aspetos essenciais das cadeias de valor (controlo da distribuição e marketing), a entrada em mercados sofisticados e de elevado rendimento disponível, o foco no cliente e a construção de marcas fortes e de elevada notoriedade.
 
- O investimento deve ser sustentado por uma análise estratégica que identifique as
áreas de competitividade críticas para o negócio, diagnostique a situação da empresa
nessas áreas críticas e fundamente as opções de investimento apresentadas, bem
como num plano de marketing que estabeleça as bases e diretrizes para a ação da
empresa no mercado;
 
São susceptiveis de apoion os projetos relacionados com as seguintes tipologias:
 
a) A criação de um novo estabelecimento;
 
b) O aumento da capacidade de um estabelecimento já existente, devendo esse aumento corresponder no mínimo a 20% da capacidade instalada em relação ao ano pré-projeto;
 
c) A diversificação da produção de um estabelecimento para produtos não produzidos anteriormente no estabelecimento, sendo que os custos elegíveis devem exceder em, pelo menos, 200% o valor contabilístico dos ativos que são reutilizados, tal como registado no exercício fiscal correspondente ao ano pré-projeto;
 
d) A alteração fundamental do processo global de produção de um estabelecimento
existente, sendo que os custos elegíveis devem exceder a amortização e depreciação dos ativos associados à atividade a modernizar no decurso dos três exercícios fiscais precedentes (2011, 2012 e 2013).
 
Tipologias de projectos enquadráveis (o aviso contém esclarecimento sobre o que se entende como Inovação relativamente a cada uma, no anexo A):
 
- Inovação de Produto – produção de novos bens e serviços ou em melhorias significativas 
(incluem alterações significativas nas suas especificações técnicas, componentes e 
materiais, software incorporado, facilidade de uso ou outras características funcionais) 
da produção atual, através da transferência e aplicação de conhecimento;
 
- Inovação de Processo – implementação de um método de produção (técnicas,
equipamentos e software utilizado para produzir bens e serviços) novo ou
significativamente melhorado;
 
- Inovação de Marketing – implementação de um novo método de marketing, incluindo as
mudanças significativas no design do produto ou na sua embalagem ou na sua promoção;
 
- Inovação Organizacional – aplicação de um novo método organizacional na prática do
negócio, na organização do local de trabalho ou nas relações externas de uma empresa.
 
 
AVISO N.º 4 - EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO E CRIATIVO

Beneficiários: PME de qualquer natureza e sob qualquer forma jurídica, criadas há menos de dois anos, que se proponham desenvolver projetos de investimento que satisfaçam os objetivos e prioridades referidos previstos no aviso
 
Investimento mínimo elegível: 50.000,00 euros
 
Investimento máximo elegível: 3.000.000,00 euros
 
Condições específicas de acesso: 
 
- objetivo especifico é o de conceder apoios financeiros a projetos de Empreendedorismo Qualificado e Criativo que contribuam para a promoção do espírito empresarial facilitando nomeadamente o apoio à exploração económica de novas ideias e incentivando a criação de novas empresas
 
- reforçar os níveis de empreendedorismo qualificado e criativo (incluindo empreendedorismo de base tecnológica), através de apoios diretos aos empreendedores, favorecendo a emergência de novas oportunidades de negócio, nomeadamente em domínios criativos e inovadores e o nascimento de mais empresas em setores de alta e média-alta tecnologia.
 
- valoriza-se ainda o alinhamento com as prioridades temáticas da Estratégia Regional de Especialização Inteligente (RIS3).
 
- investimento deve ser sustentado por uma análise estratégica que identifique as áreas de competitividade críticas para o negócio, diagnostique a situação da empresa nessas áreas críticas e fundamente as opções de investimento apresentadas, bem como num plano de marketing que estabeleça as bases e diretrizes para a ação da empresa no mercado;
 
- Consideram-se enquadráveis os investimentos de natureza inovadora, relacionados
com a criação de um novo estabelecimento (n.º 49 do artigo 2.º do Regulamento (UE)
n.º 651/2014, de 16 de junho), que se traduzam na produção de bens e serviços
transaccionáveis e internacionalizáveis e com elevado nível de incorporação nacional.

Para mais informações entre em contacto connosco:
AEVIVER - Associação Empresarial de Vila Verde
Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Telf. 253 130 898

Decorru ontem a Caminhada pelo centro de Vila Verde- “Roteiro Montras de Páscoa 2015”, uma actividade da Associação Empresarial de Vila Verde (AEVIVER), com o envolvimento directo da Lazer Vila Verde-EPATV, Município de Vila Verde/Actividades Económicas, Agrupamentos de Escuteiros e associações culturais e desportivas do concelho. A actividade termina com a realização de uma aula de zumba.
REFIRA-SE QUE O COMÉRCIO DE VILA VERDE ESTÁ DE PORTAS ABERTAS ESTE DOMINGO.

A actividade enquadra numa caminhada para observar a decoração no âmbito da época pascal, das montras dos estabelecimentos do comércio local do concelho de Vila Verde. Ao mesmo tempo, volta a centrar o lema “Nesta Páscoa…Compre Cá, Vila Verde tem!”. 
Culmina na Praça do Município, às 11h00, com uma aula de zumba/actividade física, tendo como “pano de fundo” a exposição de ovos “Pintar a Páscoa 2015” promovida pela EPATV, com o apoio do Município de Vila Verde, com a participação de mais de 60 entidades do concelho. 

COMÉRCIO CON(M)VIDA – Montras Páscoa 2015 
A AEVIVER volta a lançar o repto aos comerciantes do Concelho para que promovam uma decoração própria para a época nas montras e outras áreas dos espaços comerciais. «À imagem do que tem acontecido noutras acções do género, as “Montras de Páscoa 2015” – agora associadas à Caminhada/Roteiro Montras da Páscoa”, visam atrair os consumidores para as compras no comércio local, sob e lema “Vila Verde tem, compre cá!», assinala a AEVIVER, em nota à imprensa. 

No âmbito do Portugal2020 foi publicado em Diário da Republica o Regulamento especifico da Competitividade e (Portaria n.º 57-A/2015) e o Regulamento Específico do Domínio da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (através da Portaria n.º 57-B/2015)

O Regulamento Específico do Domínio da Competitividade e Internacionalização prevê um sistema de incentivos às empresas que inclui três tipologias de investimento:


INOVAÇÃO EMPRESARIAL E EMPREENDEDORISMO
 
Áreas e tipologias de projeto:
 
- Inovação Produtiva Não PME
integradas em atividades de inovação produtiva de âmbito nacional e internacional: 
 
a) Produção de novos bens e serviços ou melhorias significativas da produção atual através da transferência e aplicação de conhecimento; 
b) Adoção de novos, ou significativamente melhorados, processos ou métodos de fabrico.
 
- Empreendedorismo qualificado e criativo
projetos das PME, com menos de dois anos, a dinamizar em setores com fortes dinâmicas de crescimento, incluindo as integradas em indústrias criativas e culturais, e/ou setores com maior intensidade de tecnologia e conhecimento ou que valorizem a aplicação de resultados de I&D na produção de novos bens e serviços, valorizando a articulação com o ecossistema do empreendedorismo
 
- Inovação Produtiva PME
a) Produção de novos bens e serviços ou melhorias significativas da produção atual através da transferência e aplicação de conhecimento; b) Adoção de novos, ou significativamente melhorados, processos ou métodos de fabrico, de logística e distribuição, bem como métodos organizacionais.

Natureza do incentivo:
Reembolsável sem juros

Taxa de apoio:
base 35%
máxima 75%

Prazos de reembolso:
8 anos, com 2 de carência (geral)
10 anos, com 3 de carência (novos estabelecimentos hoteleiros e conjuntos turísticos)

Majorações:
15% PME com despesa elegível > 5 milhões euros
25% pequenas empresas com despesa elegível < 5 milhões euros
10% territórios de baixa densidade
10% demonstração e disseminação
10% empreendedorismo (na tipologia empreendedorismo qualificado e criativo)
10% empreendedorismo jovem ou feminino
10% sustentabilidade

Isenção de reembolso:
até 50% do valor do incentivo reembolsável, em função do grau de superação de metas fixadas


QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DAS PME
 
Áreas e tipologias de projeto:
 
- Internacionalização das PME
projetos de promoção da internacionalização que visem: 
a) O conhecimento de mercados externos; 
b) A presença na web, através da economia digital, incluindo designadamente o lançamento de catálogos virtuais de bens e serviços; 
c) O desenvolvimento e promoção internacional de marcas; 
d) A prospeção e presença em mercados internacionais; 
e) O marketing internacional; 
f) A introdução de novo método de organização nas práticas comerciais ou nas relações externas; 
g) As certificações específicas para os mercados externos.
 
- Qualificação das PME
a) Inovação organizacional e gestão
b) Economia digital e tecnologias de informação e comunicação (TIC) 
c) Criação de marcas e design 
d) Desenvolvimento e engenharia de produtos, serviços e processo
e) Proteção de propriedade industrial 
f) Qualidade
g) Transferência de conhecimento
h) Distribuição e logística
i) Ecoinovação 
j) Formação profissional
k) Contratação de recursos humanos altamente qualificados pelas empresas, associada a estratégias de inovação. 

Natureza do incentivo:
Não reembolsável
 
Taxa de apoio: 
geral | máxima 45% (ver excepções)
vales internacionalização e inovação | máxima 75%  

Limite do incentivo:
projectos individuais 500.000 euros
projectos conjuntos 180.000 euros (valor médio por empresa)
vales internacionalização e inovação 15.000 euros


INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO
 
Tipologias de projecto:
a) Projetos I&D empresas
b) Projetos demonstradores - projetos demonstradores de tecnologias avançadas e de linhas-piloto
c) Programas mobilizadores - projetos dinamizadores de capacidades e competências científicas e tecnológicas
d) Núcleos de I&D
e) Proteção da propriedade intelectual e industrial 
f) Internacionalização I&D 
g) Vale I&D

Natureza do incentivo:
Não reembolsável e/ou reembolsável, consoante valor do investimento e natureza do beneficiário

Taxa de apoio:
base 25%, com diversas majorações de várias tipologias (ver no diploma)

Candidaturas a abrir brevemente, continue atento às nossas newsletters.

Faça já o enquadramento do seu projecto!
Envie-nos um email para: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.