A Associação Empresarial de Vila Verde (AEVIVER) vai avançar com uma candidatura a fundos comunitários, no valor global superior a 700.000,00€, para formação em empresas da sua área de intervenção. Em nota enviada à nossa redacção, aquele organismo dá conta de que as formações são diversificadas, do atendimento a marketing no comércio, ambiente, contabilidade e gestão/administração, nas suas mais diferentes variáveis. Avança ainda que a candidatura está a ser «tecnicamente» preparada por Ana Almeida e Carlos Machado Silva, ambos vice-presidentes da AEVIVER, em conjunto com uma empresa do grupo REGIBIO, entidade com certificação para formação profissional e experiência na elaboração de candidaturas com outras associações empresariais.

«Esta candidatura, depois de consumada, vai permitir concretizar formação específica e importante ao desenvolvimento da actividade de muitas empresas do Concelho de Vila Verde e de outras localidades vizinhas, que já preparam adesões formais à AEVIVER», sustenta o presidente da AEVIVER, José Morais. Acentua que «ainda existem algumas lacunas ao nível da formação nas empresas, onde as necessidades de adaptação aos mercados e clientes são cada vez mais exigentes». 

Em época de alguns constrangimentos financeiros, José Morais vinca que «as empresas terão neste projecto a oportunidade de formação a custo zero. Para além de estarem a abrir novos horizontes e novas oportunidades». 

Neste enquadramento, a AEVIVER anuncia que fará chegar informação mais detalhada a todos os associados e restante tecido empresarial concelhio. As empresas interessadas em apresentar intenção de pré-candidatura, ou outras informações úteis, poderão fazê-lo através do email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Em paralelo, a AEVIVER está a ultimar contactos com o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) com o intuito de estabelecer um protocolo para promover cursos no âmbito da Medida Vida Ativa, que permitem potenciar o regresso ao mercado de desempregados, através de uma rápida integração em acções de formação de curta duração.

A Associação Empresarial de Vila Verde (AEVIVER) vai avançar com uma candidatura a fundos comunitários, no valor global superior a 700.000,00€, para formação em empresas da sua área de intervenção. Em nota enviada à nossa redacção, aquele organismo dá conta de que as formações são diversificadas, do atendimento a marketing no comércio, ambiente, contabilidade e gestão/administração, nas suas mais diferentes variáveis. Avança ainda que a candidatura está a ser «tecnicamente» preparada por Ana Almeida e Carlos Machado Silva, ambos vice-presidentes da AEVIVER, em conjunto com uma empresa do grupo REGIBIO, entidade com certificação para formação profissional e experiência na elaboração de candidaturas com outras associações empresariais.

«Esta candidatura, depois de consumada, vai permitir concretizar formação específica e importante ao desenvolvimento da actividade de muitas empresas do Concelho de Vila Verde e de outras localidades vizinhas, que já preparam adesões formais à AEVIVER», sustenta o presidente da AEVIVER, José Morais. Acentua que «ainda existem algumas lacunas ao nível da formação nas empresas, onde as necessidades de adaptação aos mercados e clientes são cada vez mais exigentes». 

Em época de alguns constrangimentos financeiros, José Morais vinca que «as empresas terão neste projecto a oportunidade de formação a custo zero. Para além de estarem a abrir novos horizontes e novas oportunidades». 

Neste enquadramento, a AEVIVER anuncia que fará chegar informação mais detalhada a todos os associados e restante tecido empresarial concelhio. As empresas interessadas em apresentar intenção de pré-candidatura, ou outras informações úteis, poderão fazê-lo através do email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Em paralelo, a AEVIVER está a ultimar contactos com o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) com o intuito de estabelecer um protocolo para promover cursos no âmbito da Medida Vida Ativa, que permitem potenciar o regresso ao mercado de desempregados, através de uma rápida integração em acções de formação de curta duração.

A Associação Empresarial de Vila Verde está a promover um concurso de montras dos Santos Populares, cuja votação para escolher a mais original está a decorrer até ao final do mês no facebook da AEViVer. As três primeiras classificadas são premiadas e a originalidade e criatividade; harmonia e estética do conjunto e cores, formas e materiais são alguns dos critérios que os votantes deverão ter em conta. «Faça Gosto» na página de Facebook da AEViVer. Estão inscritas mais de 70 montras de espaços comerciais de todo o concelho.

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.1622537894638216.1073741832.1590918397800166&type=1

PRÉMIOS 
Magnólia – 1º lugar 
D`Amélia – 2º lugar 
New Style – 3º lugar 

MENÇÕES HONROSAS 
Lima Limão – Glamour 
Felicidade Noivas – Inovação 
Café “o Ferreiro” –Prado – Tradição 
Susana Batista Cabeleireiros – Tradição
Feira e Contrafeiras – Público /Tradição 
Foto Felicidade – Público/Tradição

A AEVIVER (Associação Empresarial de Vila Verde) e a Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho assinaram, esta tarde, um protocolo de cooperação institucional direccionado à área de promoção de estágios profissionais, desenvolvimento de formação qualificada nas áreas de economia e gestão e na realização de actividades conjuntas nas áreas em apreço, entre outros pressupostos mais genéricos enumerados no texto agora assinado. O documento foi assinado pelos responsáveis pelos dois organismos, José Rocha Armada (Presidente da EEG – UM), e José Morais (Presidente da AEVIVER), este último acompanhados dos vice-presidentes da administração do órgão, Ana Almeida e José Carlos Silva.